Ataque de ransomware: Universidade Positivo pode ter sido vítima

Segurança
Universidade Positivo pode ter sido vítima de ransomware

Ataque de ransomware são cada vez mais comuns e ao que tudo indica, a última vítima desse tipo de ataque no Brasil é a Universidade Positivo.

Se você preferir, pode ouvir essa matéria completa clicando no Play \o

Ataques de ransomware são cada vez mais comuns e a última vítima desse tipo de ataque aqui no Brasil é a Universidade Positivo. A instituição fundada pelo Grupo Positivo e vendida para o Grupo Cruzeiro do Sul, tem sede em Curitiba.

A The Hack, contatada por uma fonte que preferiu se manter no anonimato, garantiu que os sistemas críticos da companhia sofreram um ataque de ransomware.

Embora o internauta prefira não se identificar, a propriedade da informação recebida permite concluir que ele é estudante ou parte do corpo docente da instituição.

O site oficial estava fora do ar no momento em que este texto foi escrito. O portal foi substituído por uma página que direcionava alunos e candidatos ao processo seletivo de 2021.

Nota Oficial

A instituição enviou uma nota que confirma que houve um “ataque hacker”, mas não citou qual tipo.

“A Universidade Positivo (UP) informa que o ataque hacker ocorrido na última quarta-feira (7) contra a Positivo Educacional impactou também os serviços da Instituição, uma vez que ainda utiliza os mesmos sistemas e parque tecnológico do Grupo Positivo.

A investigação está sendo conduzida pela polícia, contudo a equipe de TI do grupo tirou os sites do ar, de forma preventiva, assim que a invasão foi detectada, afim de interromper possível vazamento de dados e verificar o alcance dos prejuízos.

Ressaltamos que medidas de contingência estão sendo tomadas e, por isso, o site da UP ficará fora do ar até que a situação seja normalizada. Manteremos a comunidade informada dos avanços das investigações.”

Repare bem na parte da “polícia”. Ataques não costumam gerar envolvimento da polícia, a não ser que exista o pedido de resgate em altas quantias de dinheiro… Que é o que um ransomware faz.

Podemos notar que a instituição deixa a entender que o ataque central tinha como alvo a Positivo.

Todos os sites do grupo funcionavam e não haviam indícios de interrupção de serviços no momento em que esse texto foi escrito.

Fonte: The Hack

A Global Gate é especialista em segurança da informação

Mais importante do que corrigir essas falhas é atuar na prevenção. Portanto, contar com ferramentas que agilizem a detecção das falhas e permita uma rápida solução é melhor caminho.

Que tal dar esse passo agora mesmo? Solicite o contato da nossa equipe para que juntos possamos encontrar a solução ideal pra você!

Post a comment